O Talco para Bebê Realmente Causa Câncer de Ovário ?

0

Johnson & Johnson é multada por talco infantil causar câncer

O debate sobre se o uso de talco para bebê causa ou não causa câncer de ovário tem sido tema de debate por décadas. No entanto, recentemente ressurgiu na internet e televisão, depois que um tribunal nos Estados Unidos determinou que a Johnson & Johnson pague milhões de dólares a família de uma mulher que morreu devido ao câncer de ovário, alegadamente como resultado do uso de talco para bebê como produto de higiene feminina por muitos anos. Isso significa que as mulheres devem evitar o uso de talco? O que a ciência fala a respeito?

O talco é uma forma de silicato de magnésio. Sua história data dos antigos tempos árabes e houve uma ampla mineração e processamento de talco europeu e americano no século XIX. A maioria das pessoas conhece o talco como produto cosmético ou de higiene, mas tem muitos usos industriais também. É usado para fabricação de materiais cerâmicos, tintas, papel e telhados. É útil como lubrificante industrial, pois pode suportar temperaturas muito altas.

As preocupações com a segurança geralmente emergem primeiro no local de trabalho, onde os níveis e os períodos de exposição geralmente são muito maiores do que no uso doméstico. Como os depósitos de talco são frequentemente encontrados perto do minério de amianto, o talco extraído pode ser contaminado com amianto.

Na década de 1960, surgiram questões sobre os vínculos entre os trabalhadores expostos ao talco e ao câncer de ovário depois que pesquisadores descobriram que o amianto poderia causar câncer de pulmão e cavidade pleural (o revestimento dos pulmões). Isso desencadeou estudos mais detalhados na década de 1970 da composição mineral e química do talco. Alguns desses estudos analisaram doenças pulmonares em mineradores de talco e moleiros.

Talco corporal

No século 20, o talco de bebê ou ara o corpo tornou-se amplamente utilizado como produto doméstico devido à sua capacidade de absorver a umidade e eliminar o atrito. Se usado como um produto para a higiene feminina, sugeriu-se que o pó podia atingir os ovários viajando através da vagina, útero e trompas de Falópio.

Apesar de os produtos de talco doméstico serem livres de amianto na década de 1970, ainda havia preocupações de que o talco estava ligado ao câncer de ovário e, portanto, o foco da pesquisa moveu-se para o talco sem amianto.

Câncer de Ovário

O câncer de ovário tem vários fatores de risco conhecidos. Quando as agências de saúde enumeram diferentes fatores de risco, a Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer lista o pó corporal com talco na sua composição como associado ao câncer de ovário quando aplicado entre as pernas, de forma consistente. Mas um relatório marcou uma mudança em relação ao seu relatório de 1987, que concluiu que havia evidências suficientes sobre o uso do talco como causa de câncer em seres humanos.

A Sociedade Americana do Câncer observou que os estudos produziram resultados mistos e consideraram que, se houvesse um risco, o risco seria muito pequeno. Ainda assim, a Sociedade acreditou que, porque o talco era tão amplamente utilizado em muitos produtos diferentes, mais pesquisas deveriam ser feitas para estabelecer se os riscos eram “reais”.

A associação europeia da indústria do talco considerou a ligação sugerida entre o uso do talco entre as pernas e o câncer de ovário nos estudos de casos e controles nos Estados Unidos serem altamente controversos porque as diferenças observadas no risco entre os usuários de talco e os não usuários de talco eram menores. Em vez disso, a associação cita dois estudos de 2005 e 2006 para apoiar sua posição. Um dos estudos não encontrou uma “associação substancial” entre o uso de talco nos genitais e o aumento do risco de câncer de ovário.

A Câncer Research UK examinou vários fatores de risco e fatores preventivos para o câncer de ovário, incluindo idade, genética, peso, várias outras doenças e hormônios, bem como uso de talco entre as pernas. Embora classifique diferentes níveis de risco para esses fatores, sua posição quanto ao uso de talco é que o risco não é claro e, se algum risco for encontrado, é “bastante pequeno”.

Mas estudos científicos mais recentes continuam a confirmar uma tendência que liga o uso do talco e o câncer de ovário epitelial (o tipo mais comum de câncer de ovário). Uma análise de 2013 liderada pela Universidade de Harvard de 8.525 casos de câncer de ovário e 9.859 controles concluiu que o uso de talco na genital está associado a um pequeno/moderado aumento no risco de vários subtipos de câncer de ovário. Eles também observaram que, como há poucos riscos de câncer de ovário, que as mulheres podem evitar, “evitar u uso de talco na área genital pode ser uma possível estratégia para reduzir a incidência de câncer de ovário”. Isso parece uma sábia política de precaução.

Share.

Leave A Reply