Tratamento para Escaras

1

Dicas para evitar e tratar escaras

Escaras pode ser tão simples quanto uma descoloração dolorosa da pele, agravada pela friccção ou, no pior dos casos, pode ser uma ruptura da pele, o que expõe o tecido conjuntivo e osso, juntamente com o tecido morto apodrecido.

É preciso ter em mente, que escaras podem ser a porta de entrada para bacterias e fungos que causam a infeção. E que qualquer infecção mais profunda pode entrar em contato com a corrente sanguínea. E se isso acontecer ela vai se tornar septicemia, o que pode ser muito dificil de controlar.

Para evitar e fazer o tratamento para escaras é importante seguir algumas dicas:

- Alterar a posição dos pacientes muitas vezes: a pressão prolongada em qualquer parte do corpo precisa de ser evitada. A área do cóccix, omoplatas, cotovelos e outras áreas ósseas, dada a pressão extra do corpo sobre estas áreas, elas ficam suscetíveis a redução do fluxo sanguíneo na pele e nos tecidos abaixo dela. Então a única coisa a fazer, é ficar mudando a posição do paciente na cama. Deixar a luz entrar em contato com a roupa de cama do paciente também ajuda. Colchões de ar, camas de água, protetores de colchão, almofadas de gel, almofadas de pele de carneiro, almofadas de cadeira de rodas, e alternando colchões de ar ajuda na redução da pressão local, mas mesmo assim é necessário seguir a rotina de mudar o paciente de posição.

- Prestar especial atenção aos pacientes que sofrem de incontinência urinária e/ou os que usam fraldas. A umidade, de forma consistente em um só lugar é o pior inimigo da pele em uma pessoa idosa. A urina é ácida, por isso é importante estar alerta sobre a condição das fraldas.

-  Quando você alterar a posição do paciente, levante-o, ao invés de arrastar. A forma mais simples de fazer isso é colocar o paciente sentado e vira-lo em um ângulo reto.

- Siga uma rotina diária de examinar a pele para descolorações, rupturas da pele, sensibilidade da pele, partcularmente áreas ósseas. Mantenha estas áreas secas. Se você pressionar a área e esta estiver um pouco mais clara, isso pode ser um sinal iminente de ruptura da pele.

- Muitas pessoas magras desenvolvem escaras no quadril. Isto pode ser evitado, não permitindo que a pessoa fique apoiada diretamente no osso do quadril. Almofadas de gel podem ser usadas para o posicionamento adequado.

- Os joelhos, os tornozelos, as partes dos membros inferiores que podem esfregar uns contra os outros durante o sono, podem ser separados por travesseiros colocados de forma adequada, se afetar o fluxo de sengue nas extremidades.

- Quando a escara está aberta, parte da pele e dos músculos já “apodreceu”, para tratar este problema, muitas vezes é indicada a realização de uma cirurgia, para retirar toda a pele morta da região, e facilitar a sua cicatrização.

Mesmo com todos esses cuidados muitos pacientes podem apresentar escaras. E os cuidados devem ser redobrados. E deve-se escolher o melhor tratamento para escaras possível.

Você precisa ter em mente que um escara aberta precisam de tratamento intensivo. É importante limpar com soro fisiológico, aplicar pomadas e trocar os curativos pelo menos três vezes ao dia. A fralda também precisa ser trocada com mais frequência.

Lembre-se de ter as mãos lavadas, use luvas e não toque em nada que não esteja esterilizado antes de tocar em uma escara.

Um dos remédios caseiros recomendados para tratar escaras usadas por médicos e enfermeiros de todo mundo é uma mistura de tintura de iodo e açúcar.

Acredita-se que o mel também tenha propriedades curativas e podem ajudar no tratamento de escaras.

Tratamento para Escaras 1 500x489 Tratamento para Escaras

Tratamento para Escaras 2 Tratamento para Escaras

Tratamento para Escaras 3 Tratamento para Escaras

Tratamento para Escaras 4 Tratamento para Escaras Tratamento para Escaras 5 500x344 Tratamento para Escaras

Tratamento para Escaras 6 Tratamento para Escaras

 

Share.

1 Comentário

Leave A Reply